Ouça agora na Rádio

N Notícia

Bom apetite: cientistas convertem larvas em alimento

FOTO: CC BY 2.0 / carmen en babette / maggots

Bom apetite: cientistas convertem larvas em alimento

Todas as informações compartilhadas Sputnik Brasil

Os colaboradores do departamento de estudo de mercadorias da Universidade Russa de Economia Georgy Plekhanov desenvolveram um novo método para obtenção de ingredientes alimentares úteis de larvas de insetos. Este método prevê o uso de matérias-primas baratas e pode ajudar a enriquecer a forragem para animais de fazenda.

Os resultados da pesquisa foram apresentados na conferência internacional Tecnologias Inovadoras para Resolver Tarefas Técnicas.

As larvas de insetos podem manter-se em condições artificiais com uma temperatura favorável para o seu desenvolvimento, por exemplo, em recipientes de plástico. Isso permite usá-las para a fabricação de diferentes produtos de substratos baratos. Os cientistas da Universidade Georgy Plekhanov propuseram fabricar um novo suplemento para os tradicionais alimentos proteicos e vegetais a partir de larvas de insetos que crescem rapidamente: as moscas Hermetia illucens.

Eles escolheram de forma experimental os substratos mais adequados para o cultivo de tais larvas e desenvolveram a biotecnologia necessária para transformar a sua biomassa em ingredientes forrageiros e posteriormente alimentares.

Segundo os especialistas, a forma mais eficaz para produzir biomassa de insetos é a composição de substrato forrageiro que contém ingredientes vegetais baratos: vários tipos de resíduos de cereais e uma mistura do soro de leite com farelo de trigo. Os produtos de tratamento de larvas secas, o concentrado de proteína e gordura, se obtêm sujeitando-as a pressão.

Ao final, os ingredientes obtidos a partir da biomassa seca de larvas resultou em um suplemento alimentar seguro e muito eficaz. Esta eficácia é ressaltada nos experimentos com frangos: o suplemento alimentar aumentou em 8% o peso dos frangos com redução de 2,8% da forragem por unidade de aumento de peso.

"O objetivo da nossa pesquisa foi obter a biomassa e proteínas, gorduras, quitina e melanina de larvas de Hermetia illucens. Experimentamos um novo método de produzir larvas de insetos e modos de seu tratamento e provamos que é possível enriquecer as forragens para animais e peixes com a possibilidade de usar os respectivos ingredientes com fins alimentares no futuro. Por exemplo, de um quilograma de substrato nutritivo podem-se obter 2,5-3,0 gramas de melanina e nove gramas de quitina. Já foi apresentado o pedido de patente e um grande fabricante nacional já se interessou pelos resultados do projeto e manifestou a sua disposição em cooperar com a Universidade Plekhanov", diz um dos autores da pesquisa, o professor Vasily Karagodin do departamento de estudo de mercadorias da Universidade Russa de Economia Georgy Plekhanov.

A tecnologia testada pela Universidade Russa de Economia Plekhanov permite aumentar o desempenho da pecuária nacional, devido aos ingredientes vegetais baratos e resíduos alimentares. Segundo os cientistas, um grande interesse para a indústria alimentar, do ponto de vista da implementação de inovações, é representado por tais ingredientes da biomassa como a proteína, a melanina, a quitina e a gordura obtidos sob pressão (por exemplo, para substituir a manteiga de cacau).

FONTE: SPUTNIK BRASIL
Link Notícia

Peça sua Música

Previsão do Tempo