Ouça agora na Rádio

N Notícia

Usain Bolt prevê que seus recordes vão durar por até mais 20 anos

FOTO: © Divulgação/Imagens da internet

Usain Bolt prevê que seus recordes vão durar por até mais 20 anos

Jamaicano recém-aposentado se diz tranquilo em relação a seus recordes

Todas as informações compartilhadas são do portal de notícias esportivas SUPER SPORTES, acesse ao site!

Recém-aposentado, Usain Bolt assegurou nesta terça-feira que se sente tranquilo nesse momento em relação aos seus recordes mundiais, avaliando que as suas marcas nos 100 metros e nos 200m poderão se manter por algumas décadas.

Único velocista a conquistar os títulos dos 100m e dos 200m em três edições consecutivas dos Jogos Olímpicos, Bolt deixou as pistas após o Mundial de Atletismo de Londres, no mês passado. Ele correu os 100m em 9s58 e os 200m em 19s19, quebrando o recorde mundial das duas provas no Mundial de 2009, em Berlim.

"Eu acho que (os recordes) vão durar um pouco", disse Bolt durante um evento promocional no Japão, em Kyoto, nesta terça-feira. "Eu acho que a nossa era com Yohan Blake, Justin Gatlin e Asafa Powell e todos esses caras foi a melhor era dos atletas. Se fosse para ser quebrado, teria sido quebrado nesta era, então eu acho que tenho pelo menos 15 a 20 anos mais".

A despedida de Bolt não se deu como planejado em Londres. Depois de um surpreendente terceiro lugar nos 100m, atrás dos norte-americanos Gatlin e Christian Coleman, a última prova dele terminou com uma lesão na parte final da disputa do revezamento 4x100 metros com a equipe da Jamaica.

Gatlin, apontado como vilão durante o reinado de Bolt, afirmou pensar que seu rival vai voltar às pistas. Mas o jamaicano rejeitou essa possibilidade. "Não tenho nada para provar, essa é a principal razão por eu ter deixado as pistas de atletismo. Depois de fazer tudo o que quis, não há motivos para ficar por perto", afirmou.

Além dos seus grandes resultados, Bolt também conquistou o público com seu carisma. E ele garantiu que não consegue enxergar um sucessor nesse momento. "É difícil para mim escolher alguém. Eu acho que o que me fez sustentar não foram apenas os tempos rápidos que eu consegui, mas a minha personalidade, que as pessoas realmente gostaram e amaram. Se você quer ser uma estrela no esporte, você deve deixar as pessoas sabem quem você é como uma pessoa, não apenas como atleta".

Hoje com 31 anos, Bolt afirmou que teve boas pessoas ao seu redor desde o início da sua carreira e que também estavam presentes no final, ajudando-o a aproveitar ao máximo o seu talento. "Meus dois primeiros Jogos Olímpicos foram mais fáceis, eu estava confiante, eu era jovem, eu estava aproveitando o esporte. Mas acho que os meus últimos três anos foram os anos mais difíceis para mim, porque então eu fiz tanto, me peguei pensando: 'Por que ainda estou fazendo isso? Eu realizei tudo. Eu realmente não preciso provar qualquer outra coisa'. Mas o time que eu tive ao meu redor realmente me ajudou a definir metas elevadas".

Para o futuro, Bolt voltou a falar na possibilidade de se tornar um jogador de futebol. "Algo que eu sempre quis fazer foi jogar futebol", disse Bolt, torcedor declarado do Manchester United. "Minha equipe está trabalhando nisso, mas não temos nada confirmado ainda".

FONTE: SUPER SPORTES
Link Notícia

Peça sua Música

Previsão do Tempo