Ouça agora na Rádio

N Notícia

Sirli Freitas/fotospublicas.com

FOTO: Sirli Freitas/fotospublicas.com

Chapecoense perde para o Vitória na Arena Condá e se complica no Brasileiro

Time catarinense foi derrotado por 1 a 0, com gol de Lucas Fernandes

Informações compartilhadas Superesportes

Em um dos jogos mais importantes desta 29ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o Vitória dominou a Chapecoense em confronto direto na Arena Condá e conquistou o triunfo pelo placar de 1 a 0. Em Chapecó (SC), os visitantes tiveram ótima atuação na primeira metade da partida, abriram o placar com Lucas Fernandes e seguraram o resultado que, praticamente, os garantiu fora da zona do rebaixamento neste final de semana.

Com a derrota, os comandados de Guto Ferreira, por outro lado, entram no Z4 da competição. Com 31 pontos ganhos, os catarinenses ocupam, ainda que provisoriamente, a 17ª colocação da classificação. Já os baianos foram a 32 pontos conquistados, subindo para a 14ª posição.

Na próxima rodada, marcada para acontecer no próximo final de semana, a Chape vai a Belo Horizonte (MG), onde enfrenta o Cruzeiro, no Independência, a partir das 18h (no horário de Brasília) de domingo. Um pouco antes, às 16h, o Leão volta a jogar diante de sua torcida, recebendo o Corinthians no Barradão.

Domínio baiano

O duelo começou equilibrado, mas quem deu o primeiro susto foi o time visitante. Em jogada de contra-ataque aos sete minutos, Walter Bou acionou Lucas Fernandes em profundidade. O atacante ficou no mano a mano com Rafael Thyere, invadiu a área, balançou para cima do zagueiro, limpou para perna direita e bateu rasteiro. O chute saiu fraco, mas passou muito perto da trave direita.

O Vitória continuou levando mais perigo. Aos 18, Alan Ruschel afastou mal um cruzamento da esquerda e a bola sobrou limpa para Lucas Fernandes dentro da área. O camisa 19 soltou a bomba com o pé direito e Jandrei fez ótima defesa. No rebote, Walter Bou tentou de bicicleta e acabou mandando por cima do gol da Chape.

Lucas Fernandes continuou sendo o jogador mais eficiente do ataque rubro-negro, levando grande vantagem pelo lado direito do campo. Com 31 rodados, o atacante fez boa jogada individual, passou pela marcação de Douglas, invadiu a área e bateu cruzado. A bola lambeu o pé da trave esquerda e saiu em tiro de meta.

De tanto martelar, o Leão, enfim, chegou ao gol. E não poderia ser de outro jogador senão Lucas Fernandes. Em jogada pela esquerda aos 37, Erick conseguiu espaço e cruzou na segunda trave. O camisa 19 apareceu livre para colocar a cabeça e mandar para a rede, sem chances para Jandrei. Resultado justo no primeiro tempo.

Desespero catarinense

Na volta do intervalo, Guto Ferreira fez mudanças no time da casa, que partiu para cima, mas continuou tendo dificuldades para se aproximar do gol defendido por Ronaldo. A primeira boa chance da etapa final, assim, foi novamente do Vitória. Aos 15 minutos, Erick cobrou falta da intermediária e, com muito capricho, carimbou o travessão de Jandrei e por muito pouco não ampliou a contagem.

Aos 19, a Chape reagiu, com Bruno Silva chegando à linha de fundo pela direita e cruzando rasteiro. A bola sobrou para Doffo, que chegou batendo de primeira na marca do pênalti, mas acabou pegando mal na bola e desperdiçando grande chance de empatar a partida.

A partir de então, foi na base do desespero, e do chuveirinho, que os catarinenses tentaram buscar o resultado. No entanto, as limitações ficaram claras e o time pouco conseguiu fazer para furar o bloqueio rubro-negro e reagir em campo.

Mesmo abdicando de atacar em grande parte do segundo tempo, o Vitória mereceu o triunfo por tudo o que fez nos primeiros 45 minutos. E só não fez o segundo gol, nos acréscimos, porque Neilton chutou mais uma bola no travessão de Jandrei. O atacante ficou no mano a mano com Thyere, limpou para a canhota, mas teve azar na finalização.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE X VITÓRIA

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 14 de setembro de 2018, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)
Gols: Lucas Fernandes, aos 37 do 1T (Vitória)
Cartões Amarelos: Osman, Amaral e Alan Ruschel (Chapecoense); Léo Gomes e Ramon (Vitória)

CHAPECOENSE: Jandrei; Marcos Vinícius, Rafael Thyere, Douglas e Alan Ruschel; Amaral, Barreto (Osmán) e Yann Rolim (Diego Torres); Doffo, Leandro Pereira e Vinícius (Bruno Silva).
Técnico: Guto Ferreira.

VITÓRIA: Ronaldo; Jeferson, Aderllan, Ramon e Fabiano; Willian Farias, Léo Gomes e Rodrigo Andrade (Arouca); Lucas Fernandes (Neilton), Erick e Walter Bou (André Lima).
Técnico: Paulo César Carpegiani
FONTE: Super Esportes / Gazeta Press
Link Notícia